← Voltar

Blog

Filtrar matérias por assunto:
28/09/2020
Artigos
Poderia o Treinamento Funcional melhorar o Seu Jiu-Jitsu?
Como toda atividade de alto rendimento, se faz necessário o uso de uma preparação física objetiva e específica para pratica em competições. Com o avanço de técnicas de treinamento, a mais utilizada com sucesso é o treinamento funcional.
A prática do Jiu-Jitsu é uma atividade que requer a utilização de uma boa capacidade cardiovascular, força isométrica e força explosiva, resistência muscular localizada, velocidade de reação e deslocamento, noção de espaço e distância, alongamento e flexibilidade. No Jiu-Jitsu esportivo de alto rendimento é de fundamental importância o treinamento e aperfeiçoamento das valências físicas. Nos dias atuais o condicionamento físico vem se tornando cada vez mais importante, tornando-se fator determinante para se alcançar o triunfo nos esportes que exigem das aptidões físicas, em alguns casos superando o talento. Desta forma inúmeros atletas, técnicos e preparadores enfatizam cada vez mais a importância da preparação física.
A recuperação física entre uma luta e a outra é de fundamental importância, logo quanto melhor condicionando o atleta estiver, mais rápida é a recuperação para a próxima luta. Existirem três capacidades motoras de condicionamento que formam o tripé de sustentação do processo de treinamento do Jiu-Jitsu: a força, a velocidade e a resistência, sendo a flexibilidade utilizada mais como coadjuvante e preventiva numa fase básica de treinamento. Essas três capacidades motoras existem em suas formas puras e complexas, porém algumas capacidades motoras de condicionamento devem ser priorizadas durante o processo de treinamento: a velocidade de ação e a potência usada na fase dinâmica das lutas em pé e no solo, a força estática aplicada durante as imobilizações, a força máxima para sair de posições praticamente encaixadas, a resistência de força rápida e força intermitente, necessária aos sucessivos esforços intervalados durante os vários minutos de luta.

O treinamento físico pode ser entendido como o conjunto de meios utilizados para o desenvolvimento das qualidades técnicas, físicas e psicológicas de um atleta ou de uma equipe, tendo como objetivo final obter o melhor desempenho na fase certa. O treinamento funcional vem do principio de treinar o atleta para a situação da luta, ou seja, treinar a especificidade do esporte, treinar o que e realmente necessário para o atleta na hora da luta. Capacidade funcional é a capacidade de realizar as atividades normais da vida diária com eficiência, autonomia e independência.
Um atleta de Jiu-jitsu necessita de uma força isométrica, pois é uma luta em que consiste em dominar e dificultar a movimentação do adversário. O treinamento funcional entra justamente em aprimorar o ganho de força e de resistência muscular em agrupamentos musculares de fundamental importância para a luta, membros superiores e inferiores e o fortalecimento da região do core. O Core tem como objetivo de estabilidade, manter uma base sólida, e de transferência de energia a partir do centro do corpo para os membros. É de fundamental importância treinar a força e resistência muscular, a flexibilidade e alongamento dessa região. Com o treinamento funcional é possível trabalhar a especificidade da luta, exercícios físicos que visam reproduzir o movimento na hora da luta. Os benefícios com o treinamento funcional em um atleta de Jiu-Jitsu é o ganho de força explosiva e isométrica, o fortalecimento das articulações do corpo evitando lesões, ganho de equilíbrio e de mobilidade, coordenação motora, aumento da capacidade respiratória devido o fortalecimento do core.
Para se obter os resultados esperados, atletas de Jiu-Jitsu de alto rendimento, se faz necessário a utilização da preparação física, e mostrar o benefícios da utilização do treinamento funcional dentro da preparação física.
A preparação física visa aperfeiçoar as valências físicas para cada esporte. Nos dias atuais a preparação física vem se tornando um fator determinante para o sucesso do atleta, em alguns casos sendo até mais importante do que o talento natural do atleta.
Durante a luta, as características fisiológicas sofridas no corpo, são intermitentes, devido ao tempo de luta, são executados uma série de esforços supra-máximos intercalados por momentos de recuperação. Ou seja, durante o tempo de luta o atleta realiza estímulos de força, força explosiva, força isométrica, velocidade de deslocamento por exemplo, e entre esses estímulos e
natural que haja os momentos de recuperação ativa, são atividades de baixa intensidade ou de repouso durante a luta.
A preparação física de um atleta de Jiu-Jitsu deve focar o aperfeiçoamentos das valências físicas, se faz necessário o treinamento de força de contração isométricas, o treinamento da força explosiva, treinar a capacidade de velocidade e de força com os estoques de energia inerentes ao músculo utilizado, sem depender do suprimento energético do sangue ou do oxigênio, a potência e a capacidade aeróbia, a velocidade motora e a flexibilidade.
O treinamento funcional visa o aperfeiçoamento das regiões do corpo que são necessárias para a realização de alguma atividade, ou seja, entra no momento da preparação especifica do atleta. O treinamento do atleta deve usar ferramentas e princípios específicos para a situação de competição. O Jiu-Jitsu por ser uma luta que acontece em vários planos e situações que nunca se repetem, e fundamental que se treine movimentos específicos da luta, executar na preparação física a repetição de movimentos com ou sem o uso de carga para aperfeiçoar o movimento, obter o ganho de velocidade ou força ou resistência.
Outro principio para se utilizar as técnicas do treinamento funcional, é a utilização da propriocepção, que é a capacidade que o corpo tem para se manter estável, quanto mais instável e a situação em que o indivíduo se encontra para a execução do movimento, maior é a ação do corpo para manter o indivíduo estável. Nesses casos de treinamento em superfícies instáveis (areia, pranchas de instabilidades, bolas, etc.) o atleta precisará utilizar uma grande quantidade de músculos para manter o corpo estável. O atleta estará trabalhando uma série de músculos necessários para a prática da luta, logo otimizando o treinamento e aumentando a resistência muscular, quando se trabalha com a propriocepção, a quantidade de fibras musculares utilizadas e maior.
A flexibilidade é outra valência em que se pode trabalhar com o treinamento funcional, através de exercícios e atividades específicas, ajudando também na prevenção de lesões. O ganho de coordenação motora e consciência corporal devido aos exercícios compostos do treinamento funcional, ajuda também na prevenção de lesões e em uma melhor performance na hora da luta. Outro fato muito importante para a utilização do treinamento funcional e o core. O Core é a região central do corpo, formados pelos músculos que servem de sustentação do corpo e também movimentos de força. O core é formado pelos músculos abdominais, lombares, dos quadris, e da coxa. O fortalecimento dessa região e primordial, pois na maioria dos movimentos executados durante a luta, a utilização desses agrupamentos musculares e de fundamental importância, para o ganho de força, flexibilidade, e prevenção de lesões.
Com o crescimento do Jiu-Jitsu esportivo, os atletas fazem cada vez mais uso da preparação física, para a obtenção de resultados, e na maioria das vezes fazendo o uso da qualidade física para vencer a técnica. E com o crescimento do uso da preparação física pelos atletas e de fundamental importância especificar o treinamento físico para as circunstâncias reais de luta, treinar o que for realmente necessário para um ótimo desempenho de alcançar os resultados esperados. Vimos que os benefícios proporcionados pelo treinamento funcional são o aumento da força isométrica e explosiva, o ganho da capacidade anaeróbia, o aumento da capacidade de se manter estável (equilíbrio), flexibilidade, prevenção de lesões e fortalecimento das articulações e a melhora da coordenação motora e consciência corporal.
Com o treinamento especifico é de fundamental importância buscar esta especificidade ao adaptar os exercícios físicos, com a movimentação especifica da luta em si, fazendo com que a preparação se torne mais próxima da realidade da luta. Com a profissionalização cada vez maior de atletas da luta, o treinamento funcional serve como um diferencial, devido a grande quantidade de benefícios e grande variação de treinamentos e métodos oferecidos ao atleta para a busca de melhores resultados.
leia mais
07/11/2019
Artigos
Nutrição Aplicada ao Jiu-Jitsu
Dentro das modalidades esportivas de combate, encontramos diversos indivíduos com objetivos diferentes: atletas profissionais, amadores e praticantes. É consenso entre profissionais e praticantes que o objetivo do esporte determina a intensidade e a frequência do treino, mas será consenso também a especificidade da alimentação perante diferentes objetivos? A ciência apresenta evidências científicas bem estabelecidas quanto a esse questionamento, revelando que a alimentação deve garantir as necessidades nutricionais de cada individuo e que está diretamente relacionada com a demanda de treino e intensidade. Contudo, busca-se como premissa básica a alimentação saudável.

Os princípios de uma alimentação saudável apresentam-se sob em quatro pilares:
- Qualidade: composta por alimentos que forneçam nutrientes necessários para suprir as necessidades do organismo.
- Quantidade: de acordo com a necessidade energética de cada indivíduo, levando em conta seu peso, altura, idade, sexo, frequência e intensidade dos treinos.
- Harmonia: equilíbrio entre os diferentes grupos de alimentos (carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, minerais e água).
- Adequação: a dieta deve ser personalizada para cada indivíduo, assim como o treino. A adequação deve atender as necessidades fisiológicas e financeiras também.

Dicas básicas de uma alimentação saudável:
Mantenha a regularidade entre as refeições, distribua bem a quantidade de alimentos a ser consumida;
Consuma porções generosas de frutas e verduras, as recomendações estabelecem 5 porções ao dia;
Cuidado com bebidas alcoólicas, elas interferem diretamente na recuperação e adaptação ao treinamento;
Evite os doces e frituras, procure resistir.

Dicas básicas de alimentação pré-treino:
Mantenha-se hidratado durante todo o dia;
Ao escolher o alimento para consumir antes de treinar, pense no esvaziamento gástrico. Cada alimento tem um tempo diferente para ser digerido e assim como treinar em jejum não interessante, treinar com o estômago cheio também não é;
Cuidado ao consumir carboidratos de alto índice glicêmico (doces, açúcares, farinhas brancas, por exemplo) próximos aos treinos. Isso pode lhe causar uma hipoglicemia reativa, levando ao mal-estar geral ou outras consequências;
É importante consumir fontes de carboidratos e proteínas antes do treino.
Dicas básicas de alimentação durante o treino:
Mantenha-se hidratado consumindo água, repositores hidroeletrolíticos e carboidratos;
Repositores hidroeletrolíticos e carboidratos não são necessários em treinos leves, moderados e em até um hora de treino;
Suplemento durante o treino é muito particular.

Dicas básicas de alimentação após o treino:
A alimentação pós exercício deve levar em conta o objetivo de quem pratica: emagrecimento, desempenho e/ou manutenção.
Para a recuperação e adaptação, o indicado é consumir carboidrato e proteína. Essa ingesta pode ser com alimentos ou suplementos.

Suplementos alimentares
Os suplementos foram criados para suprir as necessidades fisiológicas, quando somente pela alimentação esse objetivo não consegue ser suprido. Porém, quero alertá-los que são concentrações de nutrientes específicos e que se consumidos de forma errada poderão estar simplesmente sendo “jogados fora” pelo organismo, ou, sobrecarregando-o. O correto é procurar um nutricionista para averiguar as reais necessidades, para que o suplemento seja coadjuvante representando a melhorar os resultados.
Como praticante da modalidade posso garantir que com uma alimentação adequada o desempenho no treino e o alcance dos objetivos é mais efetivo. Treinar com energia, com o corpo nutrido adequadamente, tudo se sincroniza mais facilmente: o antes do treino, o durante o treino e a recuperação pós treino se tornam um ciclo de sucesso.
Muito se tem a falar sobre nutrição e esporte, duas coisas que andam junto e se completam. A ideia inicial foi lançada, mas a maior e melhor orientação que se pode deixar é: procure um nutricionista, ele é o único profissional habilitado a organizar a alimentação de acordo com suas reais necessidades.

Camila Marini
Nutricionista – CRN2 13716
Especialista em Fisiologia do Exercício (UFRGS)
Especialista em Comportamento Alimentar (IPGS)
Faixa Preta de Jiu-Jitsu
leia mais
30/04/2016
Notícias
Poznan Open: Após Três Pratas, Samuel Vence o Absoluto No-Gi
Um dia atípico na cidade polonesa de Poznan, com quatro medalhas em disputa envolvendo categoria e absoluto com e sem quimono, Samuel se fez presente no Poznan International Open.
Começando em luta única no peso leve, Samuel foi surpreendido por Krzystof Suchorabski (Gracie Barra), que aplicou um justo Estima-lock, suficiente para lesionar o tornozelo já na primeira luta do evento. Disposto a não perder a viagem, entrou no aberto e vencendo a primeiro desafio por pontos contra Marek Zbrog (Gracie Barra), reencontrou Krzystof na final do absoluto. Mesmo mais atento contra os ataques do perigoso polonês, não obteve sucesso saindo com a derrota por 7-2.
Hora de tirar o quimono e de vestir a rash guard, tudo isso no mesmo dia. Dessa vez no peso leve havendo outros atletas, Samuel venceu o excelente Ashley Williams (Gracie Barra) por decisão dos árbitros, encontrando mais uma vez Krzystof na final. Sabendo das qualidades do adversário, e ainda mais sem as pegadas do quimono, Samuel caiu em nova chave de pé, não evitando a terceira derrota para o polonês.
Parece difícil imaginar, mas na quarta tentativa do dia, finalmente Samuel conseguiu sua medalha de ouro. No absoluto No-Gi, conseguiu anular a boa guarda de Lukasz Niejodek (Gracie Barra) vencendo por pontos e trilhando seu caminho rumo a final. Na grande decisão contra o Marek Zbrog (Gracie Barra) após pontuar, conseguiu imprimir o ritmo e aplicar uma justa Kimura da meia-guarda por cima.
leia mais

© Copyright 2017 SHCBJJ | Todos os direitos reservados | Website desenvolvido por Gabriel Isoton